Pesquisar neste blog

domingo, 12 de fevereiro de 2012

12 O Jogo da Sociedade


Algo provavelmente tão antigo quanto o próprio tempo: a sociedade. Mas isso não se trata apenas de uma simples abordagem e sim uma análise desse jogo social que vivemos todos os dias. Essa competição do qual temos que aceitar certas regras e assim tentar sobreviver em meio a elas. Por esses e tantos outros motivos é que eu e o blogueiro Marcus Alencar aceitamos o desafio de expor nossas visões a respeito deste tema.



O jogo da sociedade – na visão de Marcus Alencar


Existe um jogo em movimento chamado sociedade. Descobrir a origem de suas regras é um enigma visto que elas fazem parte de um conjunto construído histórica e socialmente através dos tempos. Para alguns, falar sobre tal assunto pode parecer uma bobagem ou uma mania de quem é do contra. No entanto, ``engolir`` alguns sapos e fazer personagens não é o caminho mais agradável quando se é socialmente obrigado a dançar conforme a música. Isso acontece porque todos temos um determinado jeito de ser, algo como uma natureza própria de vida. Por isso, nunca é fácil agir de acordo com um comportamento para fazer parte de uma interação se isso estiver sendo feito de forma artificial.

Infelizmente, a compreensão não é parte deste jogo. Se você não estiver disposto a jogar como todo bom jogador, estará sujeito a punições como julgamentos apressados e incômodos sociais além de ser o alvo perfeito de preconceitos. Talvez seja exagero da minha parte colocar tudo dessa forma, mas sugiro para cada leitor fazer uma análise e imaginar o impacto que faz uma atitude muito diferente ao olhar das pessoas. Se você não age como todo mundo, muitas vezes é visto como um computador com defeito, impossibilitado de cumprir suas funções básicas dentro da sociedade.

Por isso, quando a interação social entra em campo é preciso estar preparado para ela. Um exemplo disso é saber levar brincadeiras e piadinhas na esportiva, mesmo quando algumas delas (talvez a maioria) flertem com o perigo da ofensa pessoal. Afinal de contas, ter senso de humor é característica fundamental para ser incluído neste jogo com sucesso. Mostra seu lado comunicativo e extrovertido.  Nesse sentido vale ressaltar que ir na direção contrária neste momento do jogo nem sempre é boa idéia pois também significar arriscar-se e pagar um preço por isso.

Esse não é um simples jogo. Trata-se de um sistema de valores e idéias cujo principal objetivo é definir certo e errado para todos. Sem discussões. Já disse antes, quem for contra será sujeito a uma punição. Mas nem todo castigo tem cara de castigo. Em certos casos algumas resistências são absorvidas para depois serem devolvidas como se nada tivesse acontecido aparentemente. Mesmo assim, as diferenças logo são percebidas assim como as acusações de que determinado integrante da oposição vendeu a própria causa. Isso acontece porque o caos incomoda pela sua natureza adversa e imprevisível.

Sendo assim, acredito que um tema tão vasto e cheio de possibilidades de abordagem como esse mereça uma reflexão mais extensa e variada, pois não tenho a pretensão de esgotá-lo com essas poucas palavras que vocês acabam de ler.

Marcus Alencar é autor do blog Olhar Receptor. Segundo seu olhar sobre o mundo que o cerca, cria artigos interessantes, numa linguagem ágil e compreensiva. Seus textos são fluentes e de leitura prazerosa, sempre trazendo em si uma profunda reflexão. Marcos tem a capacidade de extrair de seus textos e dos de outros autores a mensagem essencial, traduzindo o que é passado com muita eloquência. De suas obras recomendo “Se os corações fossem pessoas” e “Em quem você confia?”.

 Leia mais sobre o tema na visão de Angelus Paulino