Pesquisar neste blog

quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

0 Unilateral

Imagem retirada da internet.


Um castelo de areia ao vento
Uma armadilha de desejos não realizados
Um placebo que perde seu efeito

É o mesmo que lembrar dos filmes que nunca viu
Dos livros que nunca leu
Das músicas que nunca ouviu
E dos beijos que nunca recebeu...

É como uma mentira 
Repetida tantas vezes até se tornar verdade
Apenas um sonho desperto
Ilusão que não acaba pois já está acordado

Como perder algo que nunca se teve? 
É como ter saudades de algo que nunca se foi.
Nunca se foi porque nunca chegou a vir...

Amar unilateralmente é um paradoxo...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja muito bem vindo! Sua opinião pessoal sobre o post é muito importante.